Assistam ao vídeo!!! Antonia Fontenelle manda recado duro para Bolsonaro ‘ou acorda ou vão te devorar vivo’

Publicado em   26/out/2021
por  Caio Hostilio

Nesta terça-feira, dia 26 de outubro, a atriz e youtuber Antonia Fontenelle publicou um vídeo em seu canal e redes sociais mandando um duro recado ao presidente. Vale lembrar que a atriz é bolsonarista e vem travando várias batalhas com a esquerda por defender Bolsonaro.

Fontenelle aparece afirmando no vídeo que o Governo Bolsonaro não tem comunicação, cultura e educação. E por isso tem sido muito criticado, por todos os lados, pois não sabe usar o dinheiro das propagandas em favor do presidente. A atriz criticou o dinheiro gasto com propaganda da tecnologia 5G, pois isso só vai beneficiar as grandes empresas.

A atriz afirmou que a falta de comunicação pode prejudicar ainda mais o governo. Na visão de Fontenelle o dinheiro gasto na grande mídia com propaganda está sendo mal gasto. Pois não fala do que é preciso para mudar o cenário atual, em que o presidente é atacado 24 horas por dia na imprensa.

Por fim, a atriz mostrou uma lista de gastos com propaganda de R $7 milhões e que segundo a opinião da atriz, deveria ser gasto informando a população que o governo está nessa situação por conta de corrupção de governos anteriores. O vídeo publicado foi acompanhado com a seguinte legenda: “Chega uma hora que chega. Ou Sr. acorda
@jairbolsonaro ou vão lhe devorar vivo.” desabafou Fontenelle.

  Publicado em: Política

Prefeitura realizará lançamento oficial do programa Ribamar – Cidade em Obras

Publicado em   26/out/2021
por  Caio Hostilio

Trabalhar e cuidar. É com esse sentimento que a Prefeitura de São José de Ribamar fará o lançamento oficial do programa “Ribamar – Cidade em Obras, cuidado com trabalho”, no dia 27 de outubro, às 8h30 no Jardim Tropical.

O objetivo do programa é transformar São José de Ribamar em um verdadeiro canteiro de obras, com os serviços de pavimentação, drenagem profunda e superficial, reforma, construção, iluminação e melhorias.

Todas as ações da prefeitura tem o sentimento de cuidado para levar comodidade, bem-estar e qualidade de vida aos ribamarenses. Nesse primeiro momento, o programa contemplará os serviços de pavimentação e drenagem nas regiões do Araçagy e Jardim Tropical I e II.

Para essa primeira etapa, a prefeitura contará com a aplicação de recursos próprios e parceria com o Governo do Estado. Além disso, a prefeitura já assinou com a Caixa Econômica, o valor de um empréstimo de 29.950 milhões de reais para ser aplicado em infraestrutura.

Na primeira etapa, a prefeitura de São José de Ribamar entregará toda a base estrutural com a realização de drenagem profunda, superficial e terraplanagem, oriundos de recursos públicos. No Jardim Tropical serão 29 km de pavimentação, onde a Prefeitura entrará com aplicação de 20 km de pavimentação, com mais o apoio do Governo do Estado de 9 km.

Já na região do Araçagy, no primeiro momento, o Governo do Estado entrará com 4,5 km de asfalto e a prefeitura irá executar as bases para essa pavimentação, com a execução da segunda parte do serviço de drenagem profunda e pavimentação do restante da região.

O quê: Lançamento do Programa Ribamar – Cidade em Obras

Quando e onde: 27 de outubro, às 8h30 no Jardim Tropical.

  Publicado em: Política

Deram asas a um bandido!!! “Renan tem 13 inquéritos no STF e quer enquadrar o Heinze, que é ficha-limpa?”, diz Jorginho Mello

Publicado em   26/out/2021
por  Caio Hostilio

“Renan tem 13 inquéritos no STF e quer enquadrar o Heinze, que é ficha-limpa?”, diz Jorginho Mello
O senador Jorginho Mello (PL-SC) voltou a criticar o senador Renan Calheiros (MDB-AL), com quem já discutiu em uma das sessões da CPI. “O senador Renan não é exemplo para ninguém no Brasil. ‘Renan tem 13 inquéritos no STF e quer enquadrar o Heinze, que é ficha-limpa?’, questionou o congressista.

“Ele não é exemplo para ninguém no Brasil. O Renan tem 13 inquéritos no STF e quer enquadrar o Heinze, que é um homem ficha-limpa? Isso não é possível. Essa CPI vai cometer um ato do qual todos nós vamos nos arrepender. Agora o Heinze tá indiciado? Que brincadeira é essa?”, questionou Mello.

  Publicado em: Política

E querem mais terras!!! PF queima 85 mil pés de maconha em terras indígenas no Maranhão

Publicado em   26/out/2021
por  Caio Hostilio

 

PF queima 85 mil pés de maconha em terras indígenas no Maranhão
Plantação foi encontrada no Alto Turiaçu, no Alto Rio Guamá e em terras da União. Uma pessoa foi presa por tráfico de drogas

A PF (Polícia Federal) queimou cerca de 85 mil pés de Cannabis sativa, erva conhecida popularmente como maconha, nas terras indígenas de Alto Turiaçu e Alto Rio Guamá e em terras da União, nas proximidades dos municípios de Centro do Guilherme e Centro Novo, no Maranhão, a cerca de 280 quilômetros da capital, São Luís.

A ação fez parte da quinta fase da Operação Fusarium, deflagrada entre os dias 18 e 23 de outubro, na região oeste do estado. Uma pessoa encontrada em uma das plantações portando drogas foi presa em flagrante e uma espingarda calibre 22, apreendida. Ela responderá por tráfico de drogas.

  Publicado em: Política

Flávio Dino e seus candidatos ao governo do Estado…

Publicado em   26/out/2021
por  Caio Hostilio

E agora Flávio Dino? Aproxima-se Novembro e quem será o candidato palaciano escolhido?

Qual deles preencheu os requisitos para ser o candidato a ter o teu “grande” apoio? “Fora da cadeira de Governador, caso tenha de fato disposição para disputar a cadeira no Senado, isso sem ser por aclamação de todos?

Muitos apostam que Flávio Dino vai empurrar com a barriga ao limite e, assim, deixando que venham as desistências, os rompimentos e até as brigas entre os pré-candidatos…

Na verdade, Flávio Dino escorregou na maionese, pisou na jaca e perdeu o bonde de sua sucessão!!!

  Publicado em: Política

Quem irá votar no pupilo do corrupto Alcolumbre? Mais um candidato a candidato com pouco voto

Publicado em   26/out/2021
por  Caio Hostilio

Mais um candidato a candidato com pouco voto

Apareceu mais um candidato a se tornar o candidato da “terceira via”, essa estrada que passa entre Lula, de um lado, e Bolsonaro, no lado oposto, e pela qual, nas esperanças de seus articuladores, o Brasil chegará ao seu próximo presidente da República no ano que vem. É o que mais tem, hoje em dia: candidato a candidato de terceira via. O mais recente da série é o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, outra das nulidades eleitorais que apareceram até agora para representar o “centro” — com a esperança de crescer durante a campanha e chegar lá em outubro de 2022.

A lista vai longe. Já teve o apresentador de televisão Luciano Huck, pode vir a ter o jornalista José Luiz Datena e tem, na data de hoje, os governadores João Doria e Eduardo Leite, o ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro, o candidato permanente Ciro Gomes, o ex-ministro da Saúde Luis Henrique Mandetta e ainda outros mais. Aparece, agora, mais um nome — e, como os outros, vai ficar no noticiário, dar entrevista e fazer discurso.

A pergunta de ordem prática que se coloca diante disso tudo é a seguinte: quanto vale, na vida das realidades eleitorais, cada um desses nomes? É pretensioso dizer, com um ano de distância, quem vai ganhar uma eleição, embora seja exatamente isso que fazem os institutos de pesquisa de “intenção de voto”. O que dá para fazer, e só isso, é olhar com realismo para a situação que existe hoje.

Hoje, pelo que mostram os fatos disponíveis, há dois candidatos, Lula e Bolsonaro — e nenhum dos dois é claramente majoritário. O presidente carrega nas costas o custo de ser governo, em geral o bode expiatório para as frustrações de muitos dos que estão insatisfeitos. Lula tem o seu passado e o problema de ser artigo de segunda mão, já usado e desaprovado.

A maioria do eleitorado não está, aparentemente e neste momento, nem com Bolsonaro nem com Lula, mas no meio dos dois. É uma maioria que não tem forma definida, está em movimento e caminha mais de acordo com desejos do que com ideias. Naturalmente, um candidato de “centro” pode crescer nesse tipo de bioma. Antes disso, porém, é preciso levar em conta que Bolsonaro e Lula podem fazer a mesma coisa — mudar de tom, cada um do seu lado, reprimir seus traços naturais e colocar o carro no meio da estrada.

Para o presidente, isso significa cair fora de todos os confrontos, mostrar-se moderado e contar com uma situação econômica melhor que a de hoje. Para Lula, significa abandonar tudo o que vem fazendo, e todas as companhias que mantém, e prometer um segundo governo parecido com o seu primeiro — com muito Palocci e Meirelles, e pouco MST e médico cubano. Vai ser a sua dificuldade de dar esses passos que determinará, no fim das contas, a sorte da “terceira via”.

  Publicado em: Política

Como a CPI do Lula e seus corruptos é politiqueira: relatório não inclui Wilson Lima, e Braga ameaça votar contra

Publicado em   26/out/2021
por  Caio Hostilio

Fulo da vida, o senador corrupto do Amazonas diz estar pronto para “enfrentamento” na comissão se não for atendido
O senador Eduardo Braga (MDB-AM) afirmou estar preparado para “ir ao enfrentamento” na sessão da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid desta 3ª feira (26.out.2021), quando o relatório deve ser votado. Braga quer incluir no relatório o indiciamento do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), e do ex-secretário estadual de Saúde Marcellus Campêlo.

A visão do corrupto nesse caso são as eleições de 2022.

Sua posição quebrou o consenso no G7 –grupo que reúne os senadores corruptos de oposição e os independentes do colegiado–, que não pretende incluí-los na lista de indiciados.

  Publicado em: Política

Fim dos tempos: STF agora resolveu causar polêmica com a Bíblia

Publicado em   26/out/2021
por  Caio Hostilio

Nesta segunda-feira, dia 25 de outubro, o Supremo Tribunal Federal resolveu causar polêmica com a Bíblia causando revolta em todo o Brasil. Agora a decisão dos ministros foi em relação ao Estado de Mato Grosso do Sul e já é um dos assuntos mais comentados nas redes sociais.

Uma lei em Mato Grosso do Sul tornava obrigatória a manutenção de um exemplar da Bíblia em escolas estaduais e bibliotecas públicas do estado. E por isso o STF julgou um pedido da PGR que afirmou que a lei seria inconstitucional. Rosa Weber destacou que a liberdade religiosa é direito fundamental, protegida de forma ampla na Constituição.

Mas afirmou que o estado não pode estar vinculado a qualquer religião. Por fim, o entendimento da relatora foi seguido por todos os ministros da corte e a norma foi considerada inconstitucional.

O perfil do Supremo Tribunal Federal publicou um vídeo com o anúncio da decisão tomada em relação à Bíblia, no estado de Mato Grosso do Sul. Contudo, os internautas inundaram o perfil da corte de mensagens com duras críticas ao STF.

“Qual o problema em ter um bíblia numa escola? ler quem quiser… Supremo faz isso pra chocar.” disse um internauta.

“Vocês baniram a Constituição Federal de seu meio, assim como baniram a Bíblia Sagrada do meio escolar e ainda acham que isso pode acabar bem.” destacou outro internauta.

  Publicado em: Política

Hildo Rocha cobra apreciação do projeto de lei que torna obrigatória gravação das ações policiais, em vídeo

Publicado em   26/out/2021
por  Caio Hostilio

Tramita na Câmara, desde 2015, Projeto de Lei nº 2.416 do deputado Hildo Rocha que dispõe sobre gravação em vídeo de operações policiais. O projeto já tramitou em todas as Comissões, foi, inclusive, aprovado na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, onde é terminativo. Entretanto, em razão de recurso interposto por um parlamentar que é policial, a proposta foi encaminhada para tramitação no Plenário.

Em pronunciamento na tribuna da Câmara, Hildo Rocha criticou a longa espera no encaminhamento da matéria. “Esse projeto de lei está pronto para ser votado no Plenário. Já faz quase 3 anos que o recurso foi apresentado, mas a proposta ainda não foi pautada para votação”, lamentou.

Proposta diminuirá incidência de assassinatos
O parlamentar ressaltou que se o projeto já estivesse sido transformado em lei muitos crimes poderiam ter deixado de ocorrer. Rocha citou o estado de Santa Catarina e o Distrito Federal, unidades da Federação onde as operações policiais são gravadas em vídeo.

“Houve uma redução de mais de 60% dos homicídios, depois que essa prática foi introduzida na rotina operacional das polícias de Santa Catarina e Distrito Federal”, enfatizou.

Um caso emblemático
Para confirmar que a proposta servirá para diminuir a incidência de assassinatos, Hildo Rocha destacou um episódio ocorrido há poucos dias, na cidade de São Paulo.

“Na versão inicial da polícia, o jovem engenheiro Vinícius Oliveira, teria reagido a uma blitz e atirado, a polícia teria se defendido, e ele veio a morrer. Ocorre que câmeras instaladas na residência de um coronel reformado da polícia de São Paulo gravaram todo o evento que levou à morte desse engenheiro. Os policiais executaram friamente o engenheiro civil. Caso esses policiais fossem obrigados a gravar as abordagens, dificilmente eles teriam cometido esse crime. Portanto, precisamos destravar esse projeto e transformá-lo em Lei para que possamos aprimorar as operações policiais e reforçar a confiança da sociedade no aparelho de segurança pública” afiançou Hildo Rocha.

Hildo Rocha cobra apreciação do projeto de lei que torna obrigatória gravação das ações policiais, em vídeo

https://bit.ly/3GjuRAV

  Publicado em: Política

No fio da navalha!!! Briga por cadeira de Roberto Rocha ao Senado deve ser acirrada

Publicado em   25/out/2021
por  Caio Hostilio

O cenário dos sonhos de Flávio Dino de ser candidato único ao Senado Federal se desfaz à medida que o debate pré-eleitoral se intensifica.

Hoje, meia dúzia de nomes avaliam concorrer à cadeira ocupada atualmente pelo senador Roberto Rocha. Isso sem considerar o próprio ‘Asa de Avião’, que tem legitimidade para optar pela reeleição.

Segundo colocado das pesquisas no confronto direto com o mandatário do Palácio dos Leões, Roberto teme o vexame eleitoral de 2018 e aguarda as definições eleitorais do governador para se colocar ou não como postulante à reeleição.

Outro que se coloca à disposição para a disputa é o petista Paulo Romão, que encontrou na pré-candidatura de Felipe Camarão a governador a chance de percorrer o interior do estado e defender dentro do PT o debate da construção de uma ‘chapa pura’ para a sucessão majoritária do ano que vem.

No PSD, de Edilázio Junior, o pré-candidato é o ex-prefeito de Arari, Djalma Melo. Contudo, há quem veja em Edivaldo Holanda Junior, ex-prefeito de São Luís, o candidato ideal para ‘bater’ Flávio Dino na disputa de senador.

A depender da conjuntura, a ex-senadora Roseana Sarney, o deputado federal Josimar de Maranhãozinho, o prefeito Erlanio Xavier, o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto, e o ex-governador José Reinaldo Tavares também são considerados ‘players’ da corrida senatorial.

Todos aguardando ansiosamente pelo resultado da reunião que escolherá entre o vice Carlos Brandão, o senador Weverton Rocha e o secretário Simplício Araújo o pré-candidato ao governo a ser apoiado por Dino e toda a base em 2022.

Por Marrapa

  Publicado em: Política

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

PUBLICIDADE

Busca no Blog

Arquivos