O cotidiano dos Legislativos

Publicado em   06/maio/2013
por  Caio Hostilio

O vereador Fábio Câmara relata a demissão de 3 mil para bancar assessores fantasmas na Prefeitura

fábio CâmaraPor mais que queiram ludibriar, esse relato do vereador Fábio Câmara (PMDB) tem muita consistência. Esse blog já disse aqui!!!  Hoje (6), Fábio Câmara, disse, da tribuna da Câmara de Vereadores, que faltou critério do prefeito Edivaldo de Holanda Júnior quando exonerou os 3.268 servidores que não exerciam atividades na Prefeitura, porém banca com as despesas de assessores e secretários fantasmas, que não exercem nenhuma função na Administração Pública. “Como é possível o prefeito falar em demissão de fantasmas se ele próprio nomeou assessores e secretários que não possuem nenhuma função no governo?”, questionou Câmara. Fábio apresentou o Diário do Município, onde no dia 07/01/2013, aparece a Lei nº 5.707, cujo teor foi o de fixar os subsídios do prefeito, vice, secretários e adjuntos, para a legislatura 2013/2016. De acordo com a Lei, o prefeito recebe um salário mensal de R$ 25.000, o vice-prefeito recebe R$ 14.500, secretários e adjuntos R$ 12. 500 e R$ 9.000, respectivamente. “O prefeito Edivaldo de Holanda Júnior vive reclamando da situação financeira da Prefeitura, porém, mantém pelo menos dois secretários – Marcio Jardim, (Articulação Institucional em Brasília) e José Luís Lago (Orçamento Participativo) – sem função no governo, com salário de R$ 12.500 reais. Não conheço nenhuma ação por partes destes secretários”, revelou. Fábio disse que não só Marcio Jardim e José Luís Lago os únicos fantasmas. “Têm ainda outros três assessores que foram nomeados simbolicamente como secretários e possuem salário igual ou acima de R$ 9.000. São eles: Geraldo Castro (Habitação), Olímpio Araújo (Juventude) e Jerry Abrantes (Trabalho). Todos estão abrigados na folha de pagamento da prefeitura e fazendo exatamente a mesma coisa que esses mais 3.000 outros demitidos faziam, ou seja, absolutamente nada! E a bem da verdade, há secretários efetivos, que ganham aproximadamente R$ 12.500 para simplesmente agirem como fantasmas”, criticou. Em seu pronunciamento, Câmara disse que o prefeito mentiu ao declarar que não iria fazer demissões. “Na verdade, de uma lapada só demitiu mais de 3.200. No entanto, ele esquece que quando foi vereador desta cidade, tinha na prefeitura de João Castelo, de quem ele muito se serviu e a quem ele culpa e acusa incessantemente, centenas de serviços prestados e aí podia! Bastou passar a ser prefeito e aí não pode mais! demita-se!”, afirmou. Por fim, Fábio criticou a nomeação do candidato derrotado a prefeito na última eleição, Edinaldo Neves (PRTB), para exercer a função de assessor especial do prefeito Holanda Júnior (PTC). “Eu gostaria de saber qual a função de um assessor especial. Qual a diferença desse assessor para os servidores que Edivaldo disse que não exerciam atividades na Prefeitura de São Luís?”, voltou a questionar.

Mas quem disse que a Assembléia Legislativa quer a CPI da agiotagem?

plenario-assembleia1-300x225Todos ali sabem que cortarão da própria carne, com isso fica um jogo de empurra como uma cortina de fumaça. Ora bolas!!! O certo é que ali existem governistas e oposicionistas envolvidos com a agiotagem. Agora vem uma birra como algo que chame a atenção da mídia, como se os governistas não querem oposicionistas na relatoria da CPI e que o governo é quem não quer a criação dessa comissão. Tudo balela!!! O Executivo não se meteu nessa decisão, principalmente porque diversos deputados governistas de proa assinaram o requerimento. Com isso, o deputado Marcelo Tavares disse que alguns parlamentares da oposição, que ainda não assinaram a CPI da Agiotagem, só farão isso se houver a garantia da presidência ou da relatoria para os oposicionistas. Então ta!!!

André Fufuca luta em favor dos agricultores que perderam suas plantações

andrefufucaaaaO deputado André Fufuca falou, hoje (06), da tribuna da Assembléia Legislativa, disse que este ano, agora mesmo pela manhã houve uma grande chuva, ontem à noite também, mas isso não nos faz e nem nos da o direito de esquecer-se da seca que abraçou o nosso Estado e expulsou muitos maranhenses de suas terras. “Amanhã o Congresso Nacional irá discutir o pagamento dos débitos de muitos agricultores que devido à seca, não tem hoje condição de poder pagar os empréstimos, de poder pagar o recurso o qual é obtido pelo banco. E eu venho aqui para dar o meu abraço e a minha mão a estes agricultores”, falou Fufuca. Segundo o deputado, Maranhão teve 64 municípios que decretaram em estado de emergência: Passagem Franca, Colinas, Aldeias Altas, Barra do Corda, Magalhães de Almeida, Grajaú. “Grajaú foi considerado um dos maiores focos de incêndios do país, mais de 80 casos, Mirador foi o segundo do Estado com 60. E seca afugenta o trabalhador, essa seca faz o gado perder peso, essa seca acaba com aquele pequeno agricultor, aquele pequeno pecuarista que com seu trabalho árduo, com sua luta tenta sobreviver dia após dia”, relatou André Fufuca. Por fim, Fufuca disse: “E hoje muitos dos agricultores do nosso Estado estão precisando do apoio desta Casa, do apoio dos políticos, do apoio dos nossos deputados também no Congresso Nacional. Eu faço aqui um pedido, que os nossos deputados do Congresso Nacional e nossos senadores se empenhem para ajudar essa classe, essa classe que tanto ajudou nosso Estado e hoje precisa de nossa ajuda”, encerrou o deputado.

Roberto Costa repudia atitude do diretor do Socorrão I  

robertocostaRoberto Costa disse que estava destacando  um fato extremamente negativo que aconteceu agora nas redes sociais, através do twitter, que foi a falta de respeito do senhor Yglésio Moyses, Diretor do Socorrão, onde ele faz referências tentando atingir o blogueiro Luís Cardoso, usando o seu filho de 8 anos, para anarquizar a imagem de uma criança. “Então, é um fato para mim, totalmente desrespeitoso com a família, com uma criança de 8 anos, que termina tendo seu nome envolvido em uma questão sem nenhuma responsabilidade dela. Se o Yglésio tem alguma coisa contrária contra ao senhor Luís Cardoso, ou a qualquer jornalista, ele tem que ter o equilíbrio necessário de fazer os seus ataques pessoais com responsabilidade. Eu acho que, ao invés dele atacar essa criança, o Luís Felipe, perdeu o seu tempo para atacar uma criança indefesa. Eu quero deixar aqui a minha indignação com relação a esse fato que mais uma vez o seu Yglésio, invés de trabalhar vive no computador de uma forma impensada, irresponsável atingindo uma criança de 8 anos”, falou Costa.

  Publicado em: Governo

5 comentários para O cotidiano dos Legislativos

  1. Luciane disse:

    Roberto Costa vá procurar criar vergonha na sua cara e parar de desviar o dinheiro público para sua conta. Isso foi apenas uma brincadeira. Pior é o que fazem com ele, acusando ser pedófilo só por que estava banhando na chuva com seu sobrinho que tanto ama. Isso é uma frescura muito grande, essa peseguição desgraçada, essa inveja maldita , deixa o rapaz trabalhar com a honestidade que quase ninguém nesse mundo político tem! Toma vergonha nessa cara vc e seus aliados!

  2. LUIS SILVA disse:

    Verdade Caio,há consitência neste discurso do Vereador Fábio Camara. Sem contar que este prefeitinho não está cumprindo nada do que prometeu. Disse que iria trabalhar desde o primeiro dia de governo,no entanto não se vê nenhuma ação concreta. O trânsito continua um caos,as nossas vias cheias de buracos,os socorrões continuam uma calamidade. Prometeu Subprefeituras,bilhete único e não demitir funcionários. O que se vê de concreto é essa turma de Márcio Jerry barganhando espaços visando ações eleitoreiras,tem muita gente vindo do interior do estado para fazer sua boquinha aqui. # UMA VERGONHA #

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

PUBLICIDADE

Busca no Blog

Arquivos