Após prisão arbitraria, Paulo Marinho desabafa

Publicado em   30/out/2017
por  Caio Hostilio

Diante de uma prisão arbitraria e política, conforme dito aqui através da matéria “Justiça dá fim à arbitrariedade contra Paulo Marinho ao conceder sua transferência de Pedrinhas para Caxias”, o ex-prefeito de Caxias, Paulo Marinho, expressou toda sua indignação com a forma arbitraria e terrorista da qual foi vítima:

Agradecer a minha família, minha esposa Marcia, meus filhos verdadeiros, aos advogados do Maranhão, a OAB e ao Sindicato dos Advogados, ao meu irmão e amigo Senador Roberto Rocha, ao Presidente Sarney, a Roseana, a Luiza Rocha, e a todos os meus amigos que de forma direta ou indireta manifestaram preocupação com os momentos de terror vividos por mim fruto da perseguição implacável do Governador Flávio Dino e seus amigos.

Aproveito para informar que nossa posição política continua imutável contrária ao autoritarismo, a arrogância, a perseguição, e ao despreparo administrativo. Caxias jamais apoiará um governador como Flávio Dino que aqui usou a máquina pública impunemente mesmo assim saiu derrotado.

A resposta para Flávio Dino está na bíblia livro negado pelo comunismo. “não matarás” ,,, ele bem que tentou “matar minha honra, minha reputação e a minha dignidade,,não conseguiu. Obrigado a todos mais uma vez!!! Usando um velho jargão dos meus tempos de militante estudantil na Uma ” a luta continua “. Bom domingo.

  Publicado em: Governo

8 comentários para Após prisão arbitraria, Paulo Marinho desabafa

  1. Aninha disse:

    A pessoa não paga a pensão e a culpa de ser preso é de Flavio Dino?!? Daqui a pouco vão dizer que quem fez o filho foi FD kkkk.

  2. Joca disse:

    Arbitraria, foram os meses que os servidores municipais de caxias-ma, ficaram sem receber seus vencimentos e passando fome no tempo que pm foi prefeito……..essa prisão foi só o começo

  3. Francisca disse:

    Arbitrária é estes Coutinhos ter ficado 12 anos na Prefeitura matando crianças na Maternidade e adulto pois foi por falta de uma Ambulância do SAMU que perdi meu irmão, morreu na porta do Hospital até mesmo por falta de uma maca para adentrar ao Hospital estes Assassinos que deixaram marcas de traumas jamais esquecido por nossa família e vive tramando com este Flávio Dino para prejudicar os outros, eu me solidarizo com Paulo Marinho pela sua luta contra as perseguições que sofreu e sofre até hoje por estes JUDAS, quanto pensão atire a primeira pedra quem não tem um filho fora do casamento ou é fiel a sua família se ele fosse o primeiro estaria aqui criticando-o. Que tudo dê certo e estarei aqui para lutar contra esta corja de bandidos.

  4. daniel disse:

    Espera um momento: qual é a relação do Flávio Dino com o fato desse cidadão estar devendo uma milionária pensão alimentícia para um dos filhos(fora do casamento e que conta hoje com uns 27 anos, se não estou enganado)? Não consegui ver o nexo com essa história contada. É a lei: não pagou pensão, é prisão imediatamente.
    O que me chamou a atenção foi esse elemento falar “filhos verdadeiros”. Quer dizer que os que ele fez fora do casamento não são seus filhos, também? É por isso que a cada dia que passa a vida desse infeliz vira uma m…. com uma piora considerável, falido na vida profissional, política e pessoal por causa dessas atitudes imbecis e irracionais.

  5. Josiel disse:

    Realmente, nada a ver essa transferência para Pedrinhas. Esse ocorresse algo de errado naquele inferno? Por isso sou contra a pena de morte. Correria o risco de um inocente ser preso e morto antes de provar a inocência. Com um sistema de segurança agindo dessa forma como fizeram com PM tudo pode acontecer. Sem querer inocenta-lo, basta se colocar no lugar dele pra perceber se a forma como tudo foi feito está errada ou não.

Deixe uma resposta

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

PUBLICIDADE

Busca no Blog

Arquivos