Assistam ao vídeo!!! Allan dos Santos faz denúncia contra Moraes, Barroso, Kakay e países interessados na queda de Bolsonaro…

Publicado em   31/jul/2020
por  Caio Hostilio


Essa denúncia tem por obrigação ser investigada, haja vista que vai de encontro a Segurança Nacional… Onde há fumaça existe fogo. Que os órgãos de investigações tomem as providências cabíveis!!!

Fora do país, o jornalista do Terça Livre, Allan dos Santos, denunciou na noite desta quinta-feira (31), durante live com a deputada Bia Kicis, uma tentativa de “golpe” para derrubar o presidente Jair Bolsonaro, envolvendo Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes, Edson Fachin, ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os 3 membros da Suprema Corte brasileira, segundo Allan, já estariam com seus votos prontos para cassar a chapa de Bolsonaro com Mourão.

Ainda de acordo com o jornalista, as embaixadas da China e da Coreia do Norte também estariam envolvidas no plano contra o chefe do Executivo. Com a participação do advogado petista Antônio Carlos de Almeida Castro, o “Kakay”. Todos estariam com maletas de escuta telefônica vigiando o presidente.

“Nós estamos lidando com criminosos. Eu estou acusando aqui agora o Luís Roberto Barroso de prevaricação. Ele prevaricou, ele tem uma informação de escuta telefônica vindo de duas embaixadas, isso é contra qualquer lei de Segurança Nacional, e ele não avisou o presidente da República”, disse Allan em um trecho do vídeo. “O presidente Bolsonaro está, provavelmente, sendo escutado por essas maletas”.

Segundo o jornalista do Terça Livre, os ministros Luiz Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Edson Fachin já teriam elaborado um plano de fuga do Brasil para o mesmo dia em que for votada a cassação da chapa do Presidente Bolsonaro.

O jornalista disse também que somente faz estas denúncias por estar fora do Brasil, pois de outro modo temeria pela sua vida e a segurança de seus familiares e faz o alerta de que se algo ocorrer a ele ou a alguém de sua família, os responsáveis seriam os ministros Luiz Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, o PT por intermédio do advogado Kakay, e as embaixadas da China e da Coreia do Norte.

  Publicado em: Política

Deixe uma resposta

Busca no Blog