Diplomacia e democracia em alta!!! Bancada federal e vice-governador destacam como promissora ação de Othelino Neto no comando da AL

Publicado em   24/maio/2018
por  Caio Hostilio

Por Djalma Rodrigues 

A exemplo da ampla maioria dos deputados estaduais, integrantes da bancada maranhense na Câmara Federal também respaldam  o trabalho do deputado Othelino Neto como presidente  da Assembleia Legislativa do Maranhão. Por ocasião da XXI Marcha dos Prefeitos a Brasília, evento que se encerra nesta quinta-feira (24), vários parlamentares maranhenses falaram a respeito da atuação do dirigente do Legislativo MaranhenseO vice-governador Carlos  Brandão que representou o Governo na manifestação municipalista, também falou sobre a gestão do presidente da AL. Veja  o que falaram os representantes do Maranhão no Congresso Nacional sobre Othelino Neto:

Zé Carlos da Caixa (PT) – Observo de longe, mas percebo que o deputado Othelino é um político extremamente conciliador, que conduz a Assembleia de forma democrática. Seu trabalho repercute também aqui em nossa bancada, pela maneira com que ele conduz  o Legislativo do Maranhão. Seu trabalho é marcante.

Rubens Pereira Júnior (PC do B) –  O deputado Othelino Neto em tão pouco tempo conseguiu deixar sua marca no Legislativo do Maranhão, sobretudo no que concerne ao quesito modernização, através de várias ações que se destacam pelo ineditismo. Também ampliou o canal de diálogo com os demais entes, como o governo do Estado, Tribunal de Justiça e com demais segmentos da sociedade. É um jovem que já entrou para a galeria dos grandes presidentes da Assembleia Legislativa. 

Juscelino Filho (DEM) –. O deputado Othelino Neto tem mantido a Casa que dirige bastante unificada. Dirige com maestria os grandes debates. Ele tem se mostrado um grande presidente, um político muito conciliador, e isso é muito importante para o Maranhão.

Weverton Rocha (PDT)- O presidente Othelino é um político municipalista, que consegue construir uma agenda de diálogo com os prefeitos, o governo do Estado e a bancada federal. Ele é um dos protagonistas da construção desse momento político, por se revelar  um grande conciliador. 

Cleber Verde (PRB) – Ele tem feito um trabalho extraordinário, porque, além de colocar em pauta projeto de grande relevância para o Maranhão, vem mantendo uma agenda de conciliação que envolve toda a classe política e a sociedade maranhense. Por conta disso  é que quero aqui parabenizar  esse jovem político, que é uma grande revelação política do nosso Estado.. 

Pedro Fernandes (PTB) – O deputado Othelino representa esse sopro de renovação que está acontecendo na política do Maranhão. Ele está fazendo um excelente trabalho. Tive oportunidade de estar com ele, na mobilização de políticos que dão apoio ao governador Flávio Dino. Ele vem se revelando como uma autêntica liderança e a classe política, assim como toda a sociedade só tem a ganhar com seu comportamento.

Julião Amin (PDT) –É  tarefa bastante árdua, dirigir uma Assembleia Legislativa, mas o deputado Othelino Neto vem surpreendendo, na condução de uma casa de conflitos. Ele é uma grande revelação e está de parabéns, pela forma como vem dirigindo o Poder Legislativo do nosso Estado, pautando suas ações pela serenidade, competência e democracia.

Carlos Brandão (Vice-governador) – É uma grande surpresa a performance do presidente Othelino Neto. Ele ganhou experiência ao assumir, durante alguns momentos a direção da AL, nos períodos de afastamento do saudoso Humberto Coutinho. Ao se  efetivar, mostrou competência e muito poder de articulação. Manteve a parceria institucional com o governo, o que garante a aprovação de projetos oriundos do Executivo direcionados para o bem estar do povo e vem se conduzindo de  forma irrepreensível, com muita habilidade.

  Publicado em: Governo

Em pronunciamento na XXI Marcha dos prefeitos Hildo Rocha reafirma compromisso com as causas municipalistas

Publicado em   24/maio/2018
por  Caio Hostilio

Convidado para fazer pronunciamento durante a realização da XXI Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, o deputado federal Hildo Rocha reforçou o compromisso de continuar trabalhando em defesa das causas municipalistas. Rocha falou para uma plateia composta por aproximadamente quatro mil pessoas, entre prefeitos, vices, assessores, técnicos e secretários municipais.

“Vocês podem contar com o apoio do deputado Hildo Rocha. Tenho uma identidade muito grande com as causas municipalistas por ter sido vereador, presidente de câmara, prefeito, presidente da Federação dos Municípios do Maranhão e diretor da Confederação Nacional de Municípios (CNM)”, destacou o parlamentar.

Conquistas da CNM

O deputado destacou a importância do trabalho realizado pela CNM, maior entidade municipalista do Brasil que congrega mais de cinco mil associados. “Graças à incontestável capacidade de liderança de Paulo Ziulkoski e ao competente trabalho que é realizado pela diretoria desta entidade muitas conquistas foram alcançadas em favor dos municípios do Brasil”, enfatizou.

Presença em todas as Marchas

Hildo Rocha lembrou que o seu reconhecimento ao desempenho da entidade deve-se ao fato há anos o parlamentar acompanha a luta dos prefeitos em defesa dos municípios.

“Estive na primeira e em todas as edições das Marchas a Brasília. Sou testemunha, portanto, de tudo que Paulo Ziulkoski fez em favor dos municípios brasileiros. Graças a esse grande líder municipalista, que já está na história do Brasil, grandes conquistas foram realizadas e perdas que seriam prejudiciais aos municípios foram evitadas”, afirmou o deputado.

  Publicado em: Governo

Cleomar Tema pede à bancada federal total empenho na votação de pauta municipalista

Publicado em   24/maio/2018
por  Caio Hostilio

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) e prefeito de Tuntum, Cleomar Tema, solicitou aos parlamentares federais maranhenses total empenho para a aprovação da pauta municipalista contida no programa apresentado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), durante a XXI Marcha a Brasília, que começou no último dia 21 e se encerra nesta quinta-feira, 24, em Brasília.

O apelo de Tema foi feito na tarde desta quarta-feira (23), durante a segunda reunião de prefeitos e a bancada federal do Maranhão, ocorrida no final da tarde, sob a coordenação da deputada Luana Costa (PSC), no Plenário 16, no Anexo III da Câmara Federal.

Na pauta municipalista defendida pelo dirigente da FAMEM, constam a aprovação da Lei Kandir, que propiciará um incremento de quase R$ 600 milhões nas receitas do Maranhão, a instituição de mais 1% no FPM a ser destinado aos municípios a cada ano no mês de setembro, a questão do ISS que está em tramitação no STF, além da elevação dos recursos dos programas federais, para evitar que os municípios continuem a ser onerados por conta de uma contrapartida que não deveria existir.

Ele citou, como exemplo, a merenda escolar, em que a União destina apenas 36 centavos por cada aluno,  quantia que – segundo Tema, é insuficiente para a aquisição de um simples pão francês.

“Temos programas como o PSF e o TFD, além do Samu e das UPAs, em que o Governo Federal aparece como redentor, mas que, na realidade, aloca recursos que são insuficientes para o funcionamento, nos levando a arcar com o restante”, acrescentou.

Cleomar Tema também pediu à bancada maranhense, que se esforce junto ao Governo da União, no sentido de que este disponibilize verbas  permanentes para o funcionamento da saúde em pequenos municípios, onde a falta de recursos leva a uma situação extremamente delicada.

De acordo com Tema, cidades com 10 ou menos de 10 mil habitantes estão com a saúde na UTI, provocando terror nas parturientes, uma vez que nestes municípios,  os hospitais não tem estrutura adequada sequer para a realização de partos.

“Sugiro, então, aos nossos deputados, que se articulem para que esse quadro seja modificado, através de recursos permanentes, possibilitando  uma saúde adequada a estas pequenas unidades municipais.  No Maranhão, por exemplo, posso afirmar que algo em torno de 80 cidades se encontram nessa situação”, acentuou.

O deputado federal Julião Amin (PDT), acatou a sugestão de Tema e sugeriu que a FAMEM elabore um documento a ser entregue aos deputados. “Que a pauta municipalista seja a pauta de vocês”, afirmou Tema, se dirigindo aos parlamentares.

 CODEVASF

Durante  a reunião dos prefeitos com a bancada federal, o superintendente da Codevasf no Maranhão, Jones Braga, que já foi prefeito de Nina Rodrigues, fez uma ampla explanação sobre as ações desenvolvidas pela companhia, afirmando que ela atua em vários setores, de acordo com emendas de bancada ou individuais apresentadas pelos parlamentares.

Vários prefeitos se manifestaram mostrando-se otimistas quanto ao trabalho da Codvasf e afirmando que ela tem uma operacionalização mais dinâmica do que a da Caixa Econômica, onde a burocracia dificulta o andamento dos convênios

  Publicado em: Governo

Reflexão!!!

Publicado em   24/maio/2018
por  Caio Hostilio

Cansei!!! Sinceramente não haverá tempo de eu ver mudanças!!!

Como todos os leitores dos meus textos sabem, eu já escrevi demais sobre a falta de conhecimento dos brasileiros e da maioria dos políticos sobre as leis que regem os serviços públicos do país, os direitos e deveres dos cidadãos brasileiros. Por outro lado, cansei também de ver e ouvir baboseiras de políticos que não condizem com a realidade, apenas serve para desinformar ainda mais o povo.

Cheguei a conclusão que os políticos e o povo não querem conhecer os fatos em suas essências, por isso a melhor definição ao nosso povo TUPINIQUIM brasileiro é a desinformação e escolher o que aí está, ou seja, a hipocrisia, as politiquices, as safadezas etc. Fico triste, mas jamais mudarão alguma coisa nesse barco furado.

Não assustem os leitores dessa CROCRÍTICA inúteis palavras, porém, realistas que escrevo. Todo homem tem o seu preço, não sou hipócrita e tenho o meu, portanto: Não me coloquem em nenhum cargo político, logo, estarão todos roubados e meus bolsos estarão cheios de grana!

Pessimista que sou e diga lá, não vejo orgulho e esperança daquilo que chamamos PÁTRIA, tampouco reafirmaria que exercemos cidadania através do voto. Cidadania a meu ver é exercida dentro de uma política de troca de valores entre as partes “GOVERNO e POVO”, cabendo às partes o que é de cada um (Sócrates em sua máxima filosofia). E se fossemos avaliar o que o POVO TUPINIQUIM BRASILEIRO tem, certamente veríamos que nada temos, logo, falta-nos de tudo, principalmente bons representantes e conhecimento didático de como funciona a gestão pública, pois assim poderíamos cobrar dos que apenas criam factóides e mentiras sobre o assunto

Ainda nessa ideologia do VOTO, enganam-se os leitores e demais brasileiros quando pensam que voto é exercer cidadania e no mínimo mal entendem das palavras DIREITO e DEVERES.

João Ubaldo Ribeiro dizia em seu livro “Viva o povo brasileiro”, certa visão realista e que todos nós pagamos caro pelo comportamento brasileiro. Assim segue: “(…) Um país de povo alegre, festeiro, que dribla todas as dificuldades com o célebre jeitinho brasileiro, um país feliz! E mais! Um país que nunca enfrentou guerras, nem pestes, nem vulcões, nem terremotos (…)”- Um pouco mais adiante, segue em sua crítica e enfatiza a mansidão brasileira: “(…) Um povo que convive com amenidade e cortesia, um povo prestativo, de coração bondoso, em que todas as raças se misturam livremente, pois desconhece o preconceito racial, visto que aqui o preconceito é econômico.”- Diante dos fatos elucidados pelo autor, não é difícil entender o seu ponto fraco; brasileiro é um povo amigo, dócil e confiante em tudo, principalmente nas promessas e nos discursos inflamados falaciosos, sem consistências que envolvem a esperança de um Brasil melhor.

Diante do desconhecimento do povo e da maioria dos políticos de como funciona de fato a economia e o social adotado no Brasil, resta-me dizer: “Viva o povo brasileiro!!! Salve-o da ignorância política!!!”

Ah!!! Já ia me esquecendo… Os políticos, seja de oposição ou posição, não querem que o povinho brasileiro conheça como funcionam esses ditames que regulamentam o serviço público brasileiro. Os oposicionistas porque perderiam o discurso falacioso, hipócrita e safado, podendo perder, com isso, suas vantagens politiqueiras, mesmo sabendo que suas falas vão de encontro à legalidade, a moralidade e a ética do serviço público. Enquanto que os governistas não podem perder seu “bote” de quatro em quatro anos.

Para a hipocrisia politiqueira, nós, povo, somos: medíocres, incultos, incautos, pobres e até miseráveis, indesejados, porém, felizes. É nesse aspecto que reflito sobre a falta de conhecimento do povo brasileiro dos seus direitos e deveres aparados pelas leis que regulamentam as gestões públicas.

Portanto, fica aqui um pedido a qualquer político desse Maranhão: “Tenha coragem de debater esse assunto. Gostaria ao menos de ver um político sensato com o desconhecimento do povo brasileiro”.

Para que melhor reflita sobre o assunto, deixo um trecho do poema de Castro Alves “O navio negreiro”: “-Oh, Deus dos desgraçados!“. “Castro Alves rogou a Deus as mazelas dos negros e eu rogo pela falta de conhecimento do povo brasileiro”.

  Publicado em: Governo

Ouçam o áudio!!! Ricardo Murad manda mensagem aos servidores da saúde…

Publicado em   24/maio/2018
por  Caio Hostilio


“Minha mensagem pra todos da saúde do Estado nesse momento difícil que estão atravessando”, falou Ricardo Murad.

  Publicado em: Governo

Andrea Murad comenda provável calote aos servidores do Hospital Carlos Macieira

Publicado em   23/maio/2018
por  Caio Hostilio

Por Andrea Murad

Mesmo sem estar presente nas sessões plenárias devido a uma forte virose, quero dizer aos profissionais da área da saúde, que têm me procurado desde ontem, trabalhadores que eu tenho defendido incessantemente seus direitos, que estou acompanhando de perto a SAÍDA repentina do INSTITUTO GERIR da administração do Hospital de Alta Complexidade Carlos Macieira, em São Luís, deixando centenas de trabalhadores temerosos por mais um calote desta desgorvernada gestão. Sai Gerir e entra Acqua, que ainda exige do trabalhador exclusividade no emprego onde se ganha tão pouco das terceirizadas, e que ainda tem seus direitos desrespeitados.

Ano passado, em agosto, eu já havia denunciado o Instituto Gerir porque não cumpria com o acordo de reajuste previsto na convenção coletiva de trabalho. Denunciei várias vezes o atraso nos salários. Este ano, já foi denunciada a falta de pagamento aos profissionais e por isso diversas especialidades deixariam de ser atendidas no Carlos Macieira.

E são inúmeros os casos de desrespeito com o trabalhador dentro do hospital, que já se deparou diversas vezes com falta de materiais e medicamentos para atender os pacientes. Fora os episódios de falta de manutenção, pane na central de ar condicionado, que fez suspender diversas cirurgias, aparelhos quebrados, entre outras negligências que nos são relatadas.

A péssima gestão na unidade só aumenta o medo de mais uma vez o profissional ser enganado, como aconteceu o calote do Instituto Biosaúde que até hoje milhares de funcionários estão prejudicados. Estou acompanhando todos os passos e se os direitos dos funcionários não forem preservados acionarei, como sempre faço, o Ministério Público do Trabalho para as devidas providências.

  Publicado em: Governo

E Maranhão está fora!!! Postos de pelo menos 15 estados vão vender gasolina com desconto de até 40%

Publicado em   23/maio/2018
por  Caio Hostilio

E aí Flávio Dino, dá para ajudar os maranhenses?

O ato acontecerá em estabelecimentos de São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Amazonas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

É preciso coragem para tirar do preço dos combustíveis o famigerado ICMS, que é a maior alíquota imposta ao preço final.

Todos os maranhenses conhecem bem a Lei Tributária imposta pela gestão Flávio Dino, que classificou diversos itens como supérfluo.

É sabido ainda que o ICMS implique em 30% do valor final do preço dos combustíveis, mas não se viu nenhuma movimentação política e social contra essa alíquota maléfica ao povo, que já paga muitos impostos relacionados ao preço do combustível.

Não se viu nenhuma movimentação da gestão Flávio Dino no sentido de amenizar o coeficiente do ICMS cobrado pelo consumo dos combustíveis… Essa é a preocupação com o povo?

Todos se calam… Eis a realidade vivida no Maranhão!!!

  Publicado em: Governo

Deputado Wellington solicita que Flávio Dino diminua impostos no preço do combustível do Maranhão

Publicado em   23/maio/2018
por  Caio Hostilio

Quero parabenizar o deputado Wellington do Curso por trazer à tona esse assunto, conforme provoquei através da matéria “Lobão e a verdade dos fatos vividos no Maranhão…, publicada no dia 22 de maio de 2018, onde cobrei dos políticos conforme “O combustível (gasolina, Diesel, álcool etc) subiram assustadoramente em todo o Brasil, porém o povo acha que tudo é culpa do governo federal. LEDO ENGANO!!! POIS OS IMPOSTOS FEDERAIS ELEVAM O PREÇO DOS COMBUSTIVEIS EM 20%, MAS VOCÊ SABE QUANTO QUE O ICMS, IMPOSTO ESTADUAL, ELEVA OS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS? 30% É O QUE OS ESTADOS ENGOLEM DO DINHEIRO DO CONTRIBUINTE DE ICMS NOS COMBUSTÍVEIS. NINGUÉM VER ESSE DEBATE NOS LEGISLATIVOS, PRINCIPALMENTE NO MARANHÃO, ONDE A LEI TRIBUTÁRIA DE FLAVIO DINO É CRUEL!!! ACORDEM!!!
Na manhã desta quarta-feira (23), o deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) utilizou a tribuna para solicitar que o governador Flávio Dino reduza o imposto sobre circulação de mercadorias e serviços –  ICMS, como forma de diminuir o alto valor da gasolina no estado, assim como já o fez em outras oportunidades. Somente nos últimos dez dias, já foram 4 aumentos no preço da gasolina no país, sendo que 45% do valor do combustível correspondem a impostos.

No final de 2016, o Governo do Estado sancionou a Lei nº 10.542/2016 que aumentou as preços da gasolina, do etanol, tarifas de energia elétrica, internet, telefonia e TV por assinatura, a partir do reajuste de ICMS, tornando o combustível mais caro em todo Maranhão. Wellington votou contra esse aumento por entender que a medida prejudica consideravelmente o povo maranhense.

Atualmente, 26% do valor da gasolina são destinados ao imposto estadual, o que tem atingindo diretamente o bolso do trabalhador maranhense.

“Diante do grande do número de desempregados no Maranhão, não podemos permitir que a população pague a conta da ineficácia da administração pública por meio de altas cargas tributárias. Precisamos encontrar maneiras para que não joguemos o prejuízo no bolso do cidadão maranhense onde principalmente os mais pobres, moto-taxistas, taxistas padecem. Se na capital o preço já está alto, imagine no interior! Por isso, solicito ao governador Flávio Dino que, assim como houve redução do  ICMS de 17% para 2% no fornecimento do óleo diesel para as empresas do sistema de transporte urbano da região metropolitana de São Luís e Imperatriz, haja redução da alíquota do ICMS que incide sobre o valor do combustível. Votei contra o aumento de impostos dos combustíveis.   Flávio Dino, dê exemplo e reduza o ICMS, reduza o imposto que incide sobre os combustíveis no Maranhão. O povo maranhense não merece pagar por mais essa conta!”, destacou o deputado Wellington ao reafirmar seu compromisso com a população e a luta para reduzir o preço do combustível.

  Publicado em: Governo

Prefeito Zé Gomes elenca avanços no setor da saúde conquistados com a ajuda do deputado Hildo Rocha

Publicado em   23/maio/2018
por  Caio Hostilio

O deputado federal Hildo Rocha e o prefeito de Buriticupu, Zé Gomes, foram recebidos em audiência pelo Ministro da Saúde, Gilberto Occhi. O encontro teve como pauta pedidos de liberação de recursos para compra de ambulâncias; consultórios odontológicos; repasses de recursos fundo a fundo para manutenção dos serviços de saúde preventiva e atendimento médico e para construção de unidades básicas de saúde (UBS). O líder do PMDB na Câmara, deputado Baleia Rossi também participou da reunião.

“Diversos municípios maranhenses que tem demandas em tramitação, no Ministério da Saúde, pediram a nossa colaboração para que os pleitos sejam resolvidos com celeridade. Então, novamente estivemos com o ministro reforçando os pedidos e, para nossa felicidade, o encontro foi proveitoso pois conseguimos avançar um pouco mais no andamento da papelada e obtivemos informações animadoras”, afirmou Hildo Rocha.

Ambulâncias e equipamentos liberados

O prefeito Zé Gomes ressaltou que na semana passada o município de Buriticupu foi contemplado com duas ambulâncias do SAMU; durante o encontro o Ministro anunciou a liberação de mais uma ambulância e confirmou a disponibilização de recursos para a compra dos equipamentos que serão instalados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município.

“O prédio está pronto e será inaugurado em breve. A falta de equipamentos era um dos fatores que impedia o início das atividades mas, essa dificuldade já está superada graças ao empenho do deputado Hildo Rocha, que tem nos apoiado e está contribuindo para que possamos, gradativamente, melhorar os serviços de saúde no nosso município”, declarou Zé Gomes.

Sobrecarga no atendimento hospitalar

O prefeito destacou ainda que, apesar dos avanços alcançados durante a sua administração, o município ainda passa por dificuldades, no que se refere ao atendimento no hospital do município há um abismo entre o que o município recebe do Ministério da Saúde e a quantidade de atendimentos realizados diariamente.

“Nós estamos executando 200% a mais do que o município recebe. Mas, o ministro se comprometeu em avaliar a questão e resolver o problema”, disse o prefeito.

Recursos da mineração (Cfem)

Hildo Rocha e Zé Gomes participaram ainda de reunião com o Ministro-Chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, para discutir sobre a regulamentação da lei que trata sobre a Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM)

“Essa é outra luta antiga que também estamos enfrentando com o apoio do deputado Hildo Rocha. O governo precisa regulamentar essa situação para que os recursos oriundos do Cfem possam chegar aos municípios. Então nós queremos agradecer por tudo que o deputado Hildo Rocha tem feito, por seu empenho, para que a gente possa dar um atendimento melhor para a população de Buriticupu, principalmente na área da saúde”, destacou Zé Gomes.

  Publicado em: Governo

Tema clama pelo Pacto Federativo durante reunião com Bancada Maranhense em Brasília

Publicado em   23/maio/2018
por  Caio Hostilio

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), e prefeito de Tuntum, Cleomar Tema,  disse, durante pronunciamento na tarde desta terça-feira (21), no auditório Nereu Ramos da Câmara Federal, ser necessária a materialização do Pacto Federativo, para que os municípios brasileiros saiam dessa grave crise financeira em que estão mergulhados.

O pronunciamento do dirigente municipalista foi feito durante encontro com parlamentares da bancada federal e dezenas de prefeitos, como desdobramento da XXI Marcha a Brasília, movimento criado duas décadas atrás e que mobiliza prefeitos do Brasil inteiro na Capital Federal anualmente.

Além de clamar pelo Pacto Federativo, Tema disse que os programas federais não conseguem se sustentar, fazendo com que as prefeituras tenham que entrar com sua contrapartida. Exemplificou a situação do Programa Nacional de Família (PSF), que acaba se tornando um sufoco para os prefeitos.

 “O Governo Federal, através do DENASUS, quer que os médicos exerçam uma jornada de 40 horas semanais, com um salário que não passa de R$ 7 mil. Ora, todos sabem que há uma grande carência de médicos no Brasil, e nenhum deles aceita essa jornada com esse minguado salário”, pontuou.

Cleomar Tema destacou ainda a questão da merenda escolar, afirmando que os recursos são parcos, e que acabam sendo complementados pelos municípios. Disse ainda o líder municipalista, que estes são alguns dos problemas que preocupam os gestores municipais.

“Estamos atravessando talvez a pior crise econômica das últimas décadas, com elevação diária no preço dos combustíveis, um drama que já afeta milhares de brasileiros,  assim com uma alta taxa de desemprego. E não estamos vislumbrando saída a curto prazo, mas todos os problemas acabam recaindo sobre a cabeça é dos prefeitos”,  salientou Tema.

O presidente da FAMEM conclamou os deputados federais do Maranhão para que insistam no projeto de se estabelecer o tão discutido, tão prometido, tão sonhado e nunca realizado Pacto Federativo.

O pronunciamento de  Tema teve aparte do prefeito Dr. Borba, da cidade de Timbiras.

Ele afirmou que tudo o que Tema falou se enquadra com sua linha de raciocínio e foi mais além, ao pedir o Plano de Cargos Carreiras e Salários dos Médicos.

Disse que é médico há 30 anos assegurando que é uma categoria desemparada, que tem que trabalhar em mais de um emprego para garantir o sustento. “Vejamos os profissionais do Direito: todos têm garantias salariais, ao contrário de nós médicos, que trabalhamos até à exaustão, com uma carga de trabalho muito sacrificante. por conta disso, dou meu total apoio ao seu pronunciamento, presidente Tema”, afirmou Borba.

A reunião no Nereu Ramos foi conduzida pela deputada Luana Costa (PSC), atual coordenadora da bancada e contou com as presenças dos deputados Rubens Pereira Júnior (PC do B), João Marcelo (MDB), Hildo Rocha (MDB), Julião Amin (PDT), Juscelino Filho (DEM), Kleber Verde (PRB),  José Carlos da Caixa (PT),  Zé Reinaldo (PSDB), Pedro Fernandes (PTB), Aluísio Mendes (Podemos), o vice-governador Carlos Brandão e os deputados estaduais Rafael Leitoa (PDT) e Vinícius Louro (PR).

  Publicado em: Governo

Contatos

hostiliocaio@hotmail.com

Publicidade



Assine o Blog

By signing up, you agree to our Terms of Service and Privacy Policy.

Busca no Blog