Arquivo de julho de 2019

Rigo Teles consegue caminhão junto a Codevasf para Associação de Agricultores de Barra do Corda

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2019 - Sem Comentários

No dia 30/07 foi assinado, na sede da CODEVASF, a documentação para o recebimento de um caminhão F4000 pela  a Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Vila São Domingos, em Barra do Corda.

Estiveram presente o deputado Rigo Teles, o o Vereador João Pedro e o Presidente José de Arimatéia, na Superintendente da CODEVASF, onde foi assinado o documento de recebimento.

“Acabamos de assinar o documento e já vamos receber o caminhão e logo logo estaremos entregando em Barra do Corda, que servirá à mais uma associação para ajudar esses pequenos agricultores da nossa agricultura familiar”, destacou Rigo Teles.

“Nosso projeto é coletivo e para todos os cidadãos”, diz Osmar Filho ao confirmar pré-candidatura

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2019 - Sem Comentários

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho (PDT), afirmou nesta quarta-feira (31), durante entrevista concedida ao programa Ponto e Vírgula, da Rádio Difusora FM, que sua pré-candidatura a prefeito da capital continua firme.
“Nosso projeto é coletivo, é um projeto que visa discutir São Luís e apresentar ações que irão contribuir com seu crescimento e desenvolvimento. Nossa pré-candidatura está firme e forte”, disse.
Osmar informou que está dialogando com representantes dos mais variados segmentos da sociedade ludovicense e também da classe política – inclusive com outros pré-candidatos do campo governista.
De acordo com ele, o objetivo é copilar as reivindicações e apresentar compromissos que irão embasar o seu plano de governo que será apresentado no momento certo.
O pedetista afirmou que está intensificando suas ações nas comunidades e perante a classe política.
Informou também que o seu grupo político oficializará a sua pré-candidatura em um grande ato que ocorrerá neste segundo semestre.
Osmar Filho agradeceu o apoio que vem recebendo do senador Weverton Rocha, presidente estadual do PDT; vereadores; e lideranças comunitárias de várias regiões da capital.
“Nosso grupo é forte e unido. E como disse, temos um projeto coletivo de governo para São Luís”, finalizou.

Assistam aos vídeos!!! Fábio Gentil viabiliza medicamentos para as unidades de saúde de Caxias

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2019 - Sem Comentários

Tendo como mete de sua gestão a transparência, a viabilidade de serviços públicos que atendam de fato os caxienses, Fábio Gentil viabilizou investimos mais de R$ 3 milhões em medicamentos para suprir as unidades hospitalares do município, mostrando, com isso, sua luta incansável para buscar recursos, através dos deputados federais, para que Caxias não fique desabastecida de insumos prioritários para oferecer uma saúde pública de qualidade.

Dando seguimento as suas proposições governamentais, que Fábio Gentil entregará durante os 196 anos de Caxias o Hospital Gentil Filho. “Vamos inaugurar o complexo hospitalar Gentil Filho com condições de atender toda a nossa população. Além disso, os medicamentos estarão disponíveis em nossa rede de postos de saúde da cidade e Zona Rural, destacou Fábio Gentil.

A realidade não debatida!!! Desemprego cai para 12% Carteira assinada tem 1ª alta expressiva em cinco anos

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2019 - Sem Comentários

A taxa de desemprego no Brasil caiu para 12% no trimestre encerrado em junho, atingindo 12,8 milhões de pessoas, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (31) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

É a terceira queda na comparação com o mês anterior, e representa recuo também em relação ao primeiro trimestre do ano, quando ficou em 12,7%, e em relação ao mesmo período de 2018, quando a taxa foi de 12,4%.

Segundo o IBGE, o número total de desempregados (12,8 milhões) representa uma queda de 4,6% em relação ao primeiro trimestre do ano. Na comparação com o mês anterior, quando o número total de desempregados atingiu 12,984 milhões, também houve queda.

De acordo com o gerente da pesquisa, Cimar Azeredo, a indústria foi a principal responsável pelo aumento na ocupação. Na comparação com março, aumentou em 2,7% o número de trabalhadores neste segmento. Em relação a junho do ano passado, a alta foi de 1%.

“Parte expressiva da carteira de trabalho assinada está na indústria, que é um dos setores mais organizados e com maior nível de formalização”, destacou o pesquisador.

O gerente da pesquisa chamou de “inédito” o aumento de 2,6% da população ocupada na comparação com o primeiro trimestre.

“É um movimento bastante expressivo. Para se ter ideia, o crescimento da população foi de apenas 1%. Este é um movimento inédito e mostra que o mercado de trabalho está com força na geração de postos de trabalho”, disse.

Ledo engano dos proprietários!!! Mesmo bloqueados, celulares roubados são aproveitados no mercado ilegal

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2019 - Sem Comentários

Estudo mostra que suspensão da linha de telefone roubado ou furtado não impede o funcionamento do aparelho. Além de acessá-lo por rede de wi-fi, os criminosos conseguem mudar o código de identificação para revenda irregular

A ineficiência do bloqueio de celulares após furto ou roubo permite que os aparelhos continuem em circulação no mercado ilegal e em atividades criminosas. Pesquisa do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (Sinditelebrasil) aponta que, apesar de o usuário solicitar o serviço nas operadoras ou na Polícia Civil, o telefone ainda pode ser usado.
O estudo do Sinditelebrasil detalha que celulares bloqueados servem apenas para proteger os dados do dono do aparelho. Mas os telefones continuam em funcionamento e têm apenas a linha suspensa. Dessa forma, o aparelho ainda pode ser usado para acessar a internet e aplicativos, bastando estar conectado a uma rede wi-fi. Entretanto, há criminosos que conseguem burlar esse sistema, mudando o código de identificação. “Tratamos desse assunto junto à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e com os fabricantes. Se tivéssemos um bloqueio eficiente dos telefones, teríamos uma redução de roubos, porque restringiria a venda irregular”, afirma Sérgio Kern, diretor da Sinditelebrasil.
Todo smartphone tem uma identificação, chamada de International Mobile Equipment Identity (Imei). Ele tem 15 algarismos e permite que uma pessoa possa usar chips das operadoras nacionais. Após um furto ou roubo, esse código é bloqueado, deixando a linha inoperante, apesar das outras funções se manterem ativas. “O nosso posicionamento sempre foi pela necessidade de reforço da segurança do aparelho na própria fabricação. Hoje, a clonagem e a adulteração do Imei é feita de forma fácil, permitindo que o celular continue no mercado”, ressalta Sérgio.
O diretor do Sinditelebrasil orienta que usuários de smartphones devem deixar o Imei anotado para conseguir, se for o caso, fazer a interdição da linha posteriormente e registrar ocorrência na Polícia Civil. Geralmente, o código fica exposto na caixa do produto ou pode ser consultado pelo próprio celular: basta telefonar para *#06# que o número aparece na tela.
Agentes da Polícia Civil solicitam o bloqueio do Imei no momento em que a vítima registra ocorrência — em caso de furto, a denúncia pode ser feita pelo site da Polícia Civil, mas a suspensão da linha só ocorrerá se a vítima informar o Imei. “A corporação faz uma interface com a Anatel e encaminha esse pedido via ofício, que é atendido rapidamente”, revela o delegado André Luis Leite, titular da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri).
O celular tornou-se um objeto muito cobiçado por ter rápida venda no mercado irregular e pelo valor elevado, mesmo na revenda. “É importante ressaltar que as pessoas que comercializam smartphones sem procedência fomentam o crime. Podemos observar que os criminosos se especializam nessa prática cada vez mais”, alerta especialistas.

Maranhão fora do rumo!!! Rumo assina contrato de concessão da Ferrovia Norte-Sul em Anápolis

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2019 - Sem Comentários

Presidente Jair Bolsonaro e os ministros da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, participam da assinatura no Porto Seco do Centro-Oeste… Cadê o interesse dos gestores maranhenses em querer o real desenvolvimento do Estado? Açailândia, por exemplo, seria uma cidade expoente para ter um porto seco, haja vista que é onde se cruzam duas ferrovias importantes: Norte/Sul e Carajás, cuja operação seria grandiosa para a logística. Ninguém diz nada e sequer se mostram preocupados com o desemprego que assola a região. No Maranhão se ver muita politicalha e nada de políticas públicas!!! 

A Rumo Logística, empresa vencedora do leilão dos trechos central e sul da Ferrovia Norte-Sul (FNS), assinou o contrato de concessão, na manhã desta quarta-feira (31/7), no Porto Seco Centro-Oeste, em Anápolis (GO), cidade que completa hoje 112 anos. A companhia venceu o certame ao oferecer R$ 2,719 bilhões de outorga, um ágio de 100% sobre o valor mínimo de R$ 1,35 bilhão. Os investimentos são estimados em R$ 2,72 bilhões.

O presidente Jair Bolsonaro, os ministros da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e da Agricultura, Tereza Cristina, e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, participaram da cerimônia com os executivos da Rumo: o presidente dos conselhos de administração da Cosan e da Rumo, Rubens Ometto; o diretor presidente da Cosan, Marcos Lutz; o diretor presidente da Rumo, João Alberto Abreu; e o presidente da Rumo Malha Norte-Sul, Julio Fontana Neto.
Bolsonaro afirmou que há coisas que não se compra, se conquista: a confiança. “Vocês confiarem em mim. Os empresários da Rumo confiaram na gente. Esta obra aqui não é para empreiteiros é para empreendedores”, destacou. Bolsonaro elogiou seus ministros e disse que as entregas do seu governo são fruto de um trabalho conjunto. “Esta obra liga quatro regiões do país. Unem o Brasil e trazem o progresso. A obra vai baratear fretes, reduzir consumo de combustíveis. O modal ferroviário é muito bem-vindo”, afirmou
O ministro Freitas cumprimentou a Rumo, por estar acreditando no Brasil. “É uma entrega importante, que foi pensada no Império de Dom Pedro II e começou no governo de José Sarney, há 32 anos”, afirmou. “É o início de uma transformação. Vamos mudar a matriz de transporte brasileiro, dentro de uma estratégia ferroviária muito sólida”, disse. “Vamos ver o trem passar com contêineres empilhados, em operação pioneira da Rumo. Carga de Manaus (AM) vai ser entregue em Porto Alegre (RS)”, destacou.
Freitas garantiu que a Malha Paulista, também da Rumo, será prorrogada, apesar de ainda faltar o aval do Tribunal de Contas da União (TCU). “Na prorrogação serão investidos R$ 7 bilhões e a ferrovia vai aumentar a movimentação de 35 milhões de toneladas por ano para 70 milhões de toneladas”, assinalou. O ministro ainda destacou que deve assinar a prorrogação ainda este ano da Estrada de Ferro Vitória-Minas.
Rubens Ometto comentou que o setor privado precisa de regulação cada vez mais clara. “A Rumo, oriunda da ALL, já investiu R$ 10 bilhões e hoje vale R$ 34 bilhões, sem qualquer dinheiro público. Os trechos da FNS vão valorizar as terras do Centro-Oeste e expandir a fronteira agrícola do país”, afirmou. Ele lembrou que a FNS se conecta com a Malha Paulista, que vai até o Porto de Santos.

Espinha dorsal

O trecho da Ferrovia Norte-Sul, concedido por prazo de 30 anos, tem extensão de 1.537 quilômetros (km), é a espinha dorsal do sistema ferroviário brasileiro e vai ampliar a conexão da região central do Brasil ao Porto de Santos (SP) e Porto de Itaqui (MA).
A concessão será para operar a ferrovia, que está praticamente pronta. A remuneração se dará pelo recebimento das tarifas de transporte, de direito de passagem, de tráfego mútuo e por receitas acessórias.
O trecho central de 855 km entre Porto Nacional (TO) e Anápolis (GO) está concluído. E o trecho sul de 682 km entre Ouro Verde (GO) e Estrela D’oeste (SP) está em execução pela estatal Valec, com 95% das obras executadas.
A demanda total estimada para a FNS é de 1,7 milhão de toneladas para 2020, chegando a 22,7 milhões de toneladas em 2055. Serão escoadas pela linha férrea carga geral e industrializada oriundas de polos paulistas para centros consumidores como Goiânia, Brasília, Palmas (TO) e Imperatriz (MA). No sentido oposto, será movimentado volume significativo de grãos para exportação pelo Porto de Santos.
A Rumo faz serviços logísticos de transporte ferroviário, elevação portuária e armazenagem e opera 12 terminais de transbordo, seis terminais portuários e administra cerca de 14 mil km de ferrovias nos estados de Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Goiás e Tocantins. A base de ativos é formada por mais de mil locomotivas e 28 mil vagões.

Prefeito Edivaldo paga servidores nesta quinta-feira (1°) antecipando mais uma vez o calendário previsto para 2019

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2019 - Sem Comentários

O prefeito Edivaldo Holanda Junior mais uma vez antecipa o pagamento dos servidores municipais. A folha do mês de julho será paga nesta quinta-feira (1°) de agosto. A boa notícia foi anunciada pelo prefeito que há menos de 15 dias pagou, também de forma antecipada, a primeira parcela do 13º salário dos servidores, injetando milhões na economia local no mês de férias. O pagamento da folha de julho estava previsto para o dia 5 de agosto.

“Com planejamento e compromisso é possível garantir o pagamento em dia e até antecipar a folha. Essa é uma das prioridades da nossa gestão e faz parte da política de valorização dos profissionais que nos ajudam a promover o desenvolvimento da nossa cidade e ofertar um serviço de qualidade à população”, disse o prefeito Edivaldo Holanda Junior.

Para o secretário municipal da Fazenda, Delcio Rodrigues, o dinheiro pago para os servidores aquece a economia em toda a cidade no período pós-férias escolares. “São Luís é uma das poucas capitais brasileiras que, mesmo com as dificuldades financeiras de todo o país, efetua o pagamento dos servidores municipais em dia, o que movimenta toda uma rede de lojas, comércios, supermercados, bancos entre outros”, disse.

Os servidores municipais têm acesso às informações dos seus vencimentos em todos os terminais de autoatendimento do Banco do Brasil, por meio do contracheque eletrônico. A informação dos vencimentos também pode ser acessada através do site da Prefeitura de São Luís (www.saoluis.ma.gov.br), no Portal do Servidor, no menu do lado esquerdo, informando o número da matrícula e a senha.

FAMEM: Seminário sobre “SIM” fomenta implantação do serviço no Estado.

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2019 - Sem Comentários

Pelo menos dez prefeituras do Maranhão deverão implantar dentro dos próximos meses o Serviço de Inspeção Municipal, tema do seminário realizado pela Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Famem, nesta terça-feira (30), na sede da entidade.
Na abertura do seminário realizado em parceria com o Ministério Público do Estado do Maranhão, Sagrima, Sedes, Aged e Sebrae, a prefeita de Santa Inês, Vianey Bringel, destacou a dificuldade na criação de consórcios para enfrentamento dos gargalos administrativos.
Segundo Vianey Bringel, os consórcios regionais seriam uma forma de resolver problemas como dos aterros sanitários, dos abatedouros e outros das administrações municipais. “É preciso que cada um ceda de forma racional para que assim encontremos soluções viáveis. A boa vontade todo gestor tem, agora quando é para implantar um serviço sempre aparecem as dificuldades”, observou a prefeita de Santa Inês.
O seminário “Conhecendo o SIM” reuniu mais de 180 representantes de prefeituras em busca de esclarecimentos sobre os ganhos econômicos, promoção da saúde pública e segurança alimentar proporcionados pelo Serviço de Inspeção Municipal.
A palestra de abertura foi proferida pelo prefeito de Ivinhema (MS), Éder França, presidente do Cadevale, Consórcio Público de Desenvolvimento do Vale do Ivinhema. “Trouxemos alguns exemplos da nossa cidade e que aconteceram em nosso estado sobre a importância do selo da inspeção municipal para nossos orçamentos”, destacou. O prefeito de Ivinhema destacou a importância dos consórcios e frisou que com 79 município, Mato Grosso do Sul conta com sete consórcios regionais.
Leis
“Esta é uma área bastante delicada e estratégica de desenvolvimento. Peço o apoio de todos os prefeitos e secretários presentes neste seminário para aprovação da Lei do Sistema Unificado de Sanidade Agroindustrial, Artesanal e de Pequeno Porte. A lei foi enviada em mensagem do Executivo no dia 10 de julho, próximo ao recesso, e deve tramitar a partir de agosto. Então, para ter o Sisafe é necessário ter o SIM implantado e funcionando no município. Assim, o prefeito poderá solicitar a equivalência, podendo chancelar os produtos com selo para ser comercializado em todo estado”, explicou o presidente do Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária do Maranhão, Francisco Saraiva Júnior.
“Após a realização do seminário, vamos dar continuidade à movimentação para a implantação do SIM no maior número de municípios. Vamos trabalhar agora de forma regionalizada em parceria com a Aged, Sagrima, Seinc, Sebrae e outras instituições para que possamos movimentar as cadeias produtivas, trabalhando na geração de emprego e renda”, explicou a assessora técnia da Famem e organizadora do seminário, Rita de Cássia Neiva.
Ações
A Famem considera de grande importância a implantação do SIM para as ações voltadas de formalização das agroindústrias . São iniciativas que influenciam positivamente na empregabilidade, na capacitação de profissionais, no desenvolvimento econômico e principalmente na comercialização de produtos, com maior segurança sanitária.
Secretários de agricultura dos municípios participantes do seminário sugeriram maior participação da Famem no setor. “A Famem vem debatendo vários problemas que os municípios enfrentam, como abatedouro, SIM, acúmulo de vínculos, entre outros. Quem está na gestão sabe das dificuldades que é gerenciar todos esses problemas. Para isso, quanto maior o conhecimento, maior o êxito”, disse a prefeita Vianey Bringel.

Em palestra na Confederação da Indústria Hildo Rocha defende extinção de impostos

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2019 - Sem Comentários

O deputado federal Hildo Rocha, presidente da Comissão Especial que trata da modernização do sistema tributário brasileiro, fez ontem (30/07) palestra em Brasília, na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI) para os membros da diretoria dessa importante instituição representativa da classe empresarial brasileira. Também estavam presentes presidentes das federações estaduais. A palestra teve como base a PEC 45/2019, proposta pelo deputado Baleia Rossi, de São Paulo.

Extinção de impostos e simplificação do sistema tributário

Rocha enfatizou que a proposta possui duas características fundamentais: extingue impostos e simplifica o sistema tributário nacional.

“O sistema tributário que temos hoje no Brasil é o mais complexo do mundo, segundo estudos divulgados recentemente pela Universidade de Munique, na Alemanha. O nosso sistema tributário penaliza os mais pobres; cria insegurança jurídica e gera despesas operacionais excessivas, porque as empresas são obrigadas a gastar muitas horas para realizar a arrecadação dos tributos”, argumentou o parlamentar.

Geração de empregos

Rocha explicou que a intenção é extinguir cinco tributos sobre o consumo que serão substituídos pelo Imposto Sobre Operações de Bens e Serviços (IBS) que é um tipo de Imposto de Valor Agregado. Para o parlamentar maranhense com implantação desse novo modelo de tributação o ambiente de negócios irá melhorar muito, contribuindo para aumentar as atividades econômicas e consequentemente a oferta de empregos.

“O novo modelo que estamos propondo dificulta a sonegação; melhora os mecanismos de arrecadação e fortalecerá a economia nacional. Tudo isso irá contribuir para a geração de empregos e o Brasil voltará a crescer”, afirmou o deputado

.Maranhão bem representado

O parlamentar destacou a participação do presidente da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), na reunião. “Edílson Baldez, presidente da Fiema, prestigiou o evento, representando a classe empresarial do Maranhão no evento que reuniu presidentes de federações das indústrias de todo o país e toda a diretoria da CNI. Fiquei muito satisfeito com o debate, que foi altamente participativo, com colocações ricas de conhecimentos, houve uma excelente interação. O interesse dos líderes empresariais que participaram do debate é muito grande, até porque eles sabem que o atual sistema tributário é o grande responsável pela situação em que se encontra a economia brasileira”, afirmou Hildo Rocha.

O presidente da CNI, Robson Andrade defendeu a mudança urgente no atual sistema tributário brasileiro. Ele também agradeceu a presença do deputado Hildo Rocha que atendeu ao convite da diretoria da entidade para apresentar a PEC do Baleia.

“O nosso sistema tributário precisa ser modificado. A complexidade do nosso sistema encarece o custo Brasil. Agradeço a presença do deputado Hildo Rocha, que é presidente da Comissão da Reforma Tributária, e lhe parabenizo pela belíssima exposição da PEC 45”, declarou o presidente Andrade.

Diretores da Confederação Nacional das Indústrias e presidentes de federações estaduais, entre eles Paulo Skaf e Armando Monteiro, demonstraram apoio à Proposta do Baleia Rossi. Alguns mostram-se preocupados com o fim dos incentivos fiscais, mas o deputado Hildo Rocha, os tranquilizou mostrando alternativas de incentivos públicos que deverão ser adotados. Outros apresentaram propostas para aperfeiçoar a PEC do Baleia.

https://youtu.be/R_HeJpus0jU

Pra cima da corrupção!!! Mesmo com toda presepada de Verdevaldo e seus rackers, a Lava Jato continua indo pra cima dos corruptos…

Postado por Caio Hostilio em 31/jul/2019 - Sem Comentários

A 13ª Vara Federal de Curitiba expediu 1 mandado de prisão preventiva e 5 mandados de prisão temporária na 62ª fase da Lava Jato.

33 mandados de busca em apreensão estão sendo cumpridos em 15 municípios de São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.

120 policiais participam da operação.

Sequer deixou de lado a Nejmi Aziz, mulher do senador Omar Aziz, que foi presa novamente pela Polícia Federal. Ela já havia sido alvo da Operação Vertex no dia 19, acusada de corrupção passiva, lavagem de capitais e organização criminosa.

Busca no Blog